Câmara Municipal aprova reajuste dos servidores públicos

A Câmara Municipal aprovou os processos em pauta na sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (1). O vereadores aprovaram o Projeto de Lei No.144, da Prefeitura, que estabelece reajuste dos salários dos servidores públicos municipais diretos e indiretos, incluindo os inativos e pensionistas a partir de 1º de março de 2020, no percentual de 4,01% relativo ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado no período de março de 2019 até fevereiro de 2020, conforme calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Também foi aprovado o projeto de lei No. 143 que altera a Lei Municipal nº 16.630/13 fixando o benefício do ticket refeição no valor de R$ 550,00 mensais.

O plenário aprovou ainda o Projeto de Lei No.146, da Mesa Diretora da Câmara, que concede reajuste de salários aos servidores públicos do Legislativo, incluindo inativos e pensionistas, a partir 1º de março de 2020, no percentual de 4,01% relativo ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado no período de março de 2019 até fevereiro de 2020. Os parlamentares apreciaram e aprovaram também, o Projeto de lei No. 145, de autoria da mesa diretora que Altera a Lei Municipal nº 18.549 fixando o benefício do ticket refeição no valor de R$ 550,00 mensais.

Todos os projetos de lei foram aprovados pelo placar de 15 votos favoráveis e um contrário.

Coronavírus: qual tamanho da pandemia?

Não é a primeira vez que um vírus toma proporção mundial e deixa o mundo todo em pânico, mas desta vez, a gravidade vai muito além do que possamos imaginar e infelizmente o COVID-19, assim batizado pela OMS – Organização Mundial da Saúde, que teve seu genoma detectado duas semanas após seu surgimento, veio para ficar.

bruno_artigos_pq
Por Bruno Zancheta.*

Os estados brasileiros dada à gravidade do caso decretaram: estado de emergência e, o governo federal reconheceu, no último dia 17, o estado de calamidade pública, inicialmente com duração, até o final deste ano.

Depois de quatro meses do caso número “zero” registrado na China, mais precisamente na província de Hubei, na cidade de Wuhan, ficamos reféns de um vírus que eclodiu e se alastrou em pouquíssimo tempo para todos os continentes. Produtos de tratamento preventivo para frear a contaminação em nosso país começam a faltar nas prateleiras, como por exemplo, álcool gel, máscaras, etc. Estamos sendo orientados insistentemente à ficar em nossas residências e sairmos apenas para realizarmos o necessário, inúmeros locais, como comércios, bares, clubes, estão sendo fechados por tempo indeterminado, eventos estão sendo cancelados mas, trocando em miúdos, qual o tamanho da pandemia?

A pandemia global, decretada pela OMS significa que existe ao redor do mundo todo, ao mesmo tempo, uma epidemia. A epidemia é um aumento nos casos, seguido por um grande pico e posteriormente um decréscimo. Exemplificando, a China e a Itália, são as campeãs dos casos de COVID-19, seguidas da Espanha. Depois de passados os piores picos, a informação que temos é a de que têm diminuído os casos na China para determinados tipos de transmissão. Na Itália, entretanto, as mortes não sinalizam diminuição ainda. Efeitos colaterais desastrosos se dão no setor econômico, cujas consequências são ainda incalculáveis uma vez que o ciclo econômico produtivo foi quebrado, talvez de maneira irreversível. A economia global está sendo duramente atingida!

Falando em números globais, ao que se sabe, mais de 520 mil casos foram confirmados em mais de 170 países, com mais de vinte e três mil vítimas fatais. Em 08 de março deste ano, chegamos a 105 mil casos, em todo mundo. Para que tenhamos uma magnitude, em aproximadamente vinte dias, os casos mais que triplicaram. Na América Latina, em 20 países já estão com casos confirmados de COVID-19. No Brasil, que teve seu primeiro caso confirmado no dia 27 de fevereiro deste ano, já são mais de dois mil casos confirmados, com quarenta casos fatais e outros em investigação e infelizmente este número deve ser ainda maior. Esta informação tem sido lenta por falta de condições de se realizarem imediatamente, os exames comprovatórios. Segundo pesquisa realizada pela universidade americana de Columbia, os dados de pacientes infectados pelo COVID-19 estão entre cinco e trinta vezes maior do que os números que estão sendo divulgados, ou seja, precisamos estar atentamente vigilantes.

Vale ressaltar que muitas notícias falsas, as famosas “Fake News” estão sendo veiculadas nas redes sociais e vamos desmitificar com este artigo algumas delas e deixar você bem informado. A primeira delas é que Cuba teria uma vacina e esta vacina seria a cura para o COVID-19, isto não é verdade.  Há um esforço gigantesco em todo mundo para descoberta de uma vacina, um remédio, mas até o momento não chegamos a nenhuma solução eficaz, comprovada. Outra notícia espalhada nas redes sociais é que ingerir determinado alimento, como por exemplo: alho, ou fazer gargarejo de vinagre com sal, nos tornariam imunes ao novo coronavírus, impedindo de sermos infectados. Isto também não é verdade.

Claro que não podemos nos esquecer do prejuízo financeiro que o COVID-19 tem trazido para todo o mundo com a paralisação de atividades das indústrias, porém não é momento de voltarmos nossa atenção á isso por mais sério que seja, estamos enfrentando senão a maior, uma das maiores pandemias da história e milhões de vidas estão em jogo, principalmente das pessoas que estão em zona de risco. É bem verdade também que diariamente a dengue, por exemplo, também é um problema que nos aflige e tantas outras doenças são letais, porém, na maioria delas temos um sistema de vacinas e prevenções e estamos “preparados” para enfrentá-las. Reforçando, o COVID-19 vitimou um número exponencial de pessoas em poucos dias e ainda não sabemos nem de onde vem e nem como curá-lo, estamos apenas nas suposições. O isolamento dos idosos é uma orientação correta, inquestionável.

Mais do que um artigo, escrevo alguns conselhos para todos: evitem lugares com grandes aglomerações de pessoas, lavem e higienizem bem as mãos e utilizem álcool gel, fiquem em suas residências o máximo possível. Caso percebam os sintomas de uma gripe ou do COVID-19, façam o monitoramento, troquem informações online com seu médico, realizem o exame, coloquem-se de quarentena! Lembrando que não estamos de férias e sim reclusos diante de uma pandemia. É chegada a hora de fazermos a lição de casa. Às pessoas em situação de risco, idosos e que já tem algum tipo de problema de saúde, o recado é ainda mais rigoroso: o COVID-19 não é brincadeira, preservem sua vida e a dos que lhes são queridos.

* O autor é Professor da Rede Estadual de Ensino, Cientista Político, Cientista Social e Antropólogo pela UFSCar- Universidade Federal de São Carlos. Graduando em História pela UNIP -Universidade Paulista, Assessor Parlamentar e apaixonado pela vida. É colunista dos sites: São Carlos Agora, Sucesso São Carlos, Região em Destake, São Carlos Dia e Noite, dos Jornais “Primeira Página”, “Gazeta Central” e da Revista Ponto Jovem. Idealizador e Coordenador da Ação Social “Unidos Somos Fortes”.

Senac São Paulo oferece mais de 20 cursos e conteúdo on-line gratuitos

Instituição disponibiliza educação on-line para capacitação dos profissionais durante a quarentena em casa.

O Senac São Paulo disponibiliza, a partir desta semana, 24 cursos on-line gratuitos (extensão universitária e cursos livres) para pessoas que buscam aprimorar conhecimento e aprender em casa. A iniciativa da instituição reforça que a educação é um dos principais meios para o desenvolvimento da comunidade e que deve ser contínua, mesmo que em casa, considerando o cenário do país de isolamento social por conta do coronavírus e seguindo as orientações dos órgãos de saúde.

Disponíveis no portal www.sp.senac.br, entre os cursos de extensão universitária, com carga horária que varia de 40 a 60 horas, estão: Docência e Mediação Pedagógica Online, Elaboração de Materiais Didáticos com Recursos Tecnológicos, Gestão das Potencialidades Humanas e Avaliação de Desempenho, Pr imeiros< /i> Passos para Empreender, entre outros. Os cursos livres atendem a necessidades variadas, tais como liderança, finanças, imagem pessoal, nutrição, neurociência. As vagas são limitadas.

Serviço

Cursos on-line gratuitos do Senac São Paulo
Inscrições: www.sp.senac.br

Confira a lista completa disponibilizada gratuitamente pelo Senac São Paulo:

Cursos de Extensão Universitária
Docência e Mediação Pedagógica Online
Elaboração de Materiais Didáticos com Recursos Tecnológicos
Estratégias de Negociação Internacional
Gestão das Potencialidades Humanas e Avaliação de Desempenho
Logística Internacional e Operações Globais
Planejamento Estratégico Orientado ao Setor Público
Primeiros Passos para Empreender
Produção de Conteúdos para EAD
Supply Chain Management

Cursos Livres
As 5 Dimensões da Autoliderança
Autoliderança na construção da imagem profissional
Caminhos para Liberdade Financeira
Como dar Feedbacks?
Como Pedir e Receber Feedbacks?
Cultura de Paz
Estilo e Imagem Pessoal – feminino
Estilo e Imagem Pessoal – masculino
Gestão do Tempo
Neurociências das emoções
Nutrição e Diabetes
Redação Corporativa no Dia a Dia
Reforma da Previdência
Restauro e Conservação de Acervo Bibliográfico
Inclusão de Pessoas com Deficiência

Sobre o Senac São Paulo
Há mais de 70 anos, o Senac São Paulo contribui para a educação profissional oferecendo cursos livres, técnicos e de ensino superior (graduação, extensão universitária e pós-graduação), presenciais e a distância, em diferentes áreas do conhecimento. Além disso, coloca o seu atendimento corporativo à disposição de organizações públicas, privadas e do terceiro setor com equipe especializada em desenvolver soluções sob medida para suas necessidades.

Com 63 unidades educacionais, a instituição está presente em todo o estado de São Paulo. São 18 na capital; cinco na Grande São Paulo; duas no litoral; 35 no interior; além dos três campi do Centro Universitário Senac, sendo um no bairro Santo Amaro, na capital, e dois no interior, que formam o complexo educacional com os hotéis-escola Senac em Águas de São Pedro e em Campos do Jordão. A instituição conta, ainda, com a Editora Senac São Paulo.

Cirurgiões dentistas irão realizar paralisação contra o convênio Odontoprev (Rede Unna)

A partir de agosto de 2020, muitas modificações serão realizadas no Brasil para as organizações públicas e privadas que coletam, tratam, guardam, processam, comercializam, dentre outras operações, os dados pessoais de milhões de brasileiros, e esta é a preocupação dos cirurgiões dentistas.

Entrará em pleno vigor a Lei nº 13.709/18 (Lei de Proteção de Dados – LGPD) que regulamenta a política de proteção de dados pessoais e privacidade, modifica alguns dos artigos do Marco Civil da Internet e impacta outras normas, transformando drasticamente a maneira como empresas e órgãos públicos tratam a privacidade e a segurança das informações de usuários e clientes.

O “consentimento” para a LGPD é condição fundamental para a viabilidade das operações de tratamento dos dados de um indivíduo, é ai que se inicia o conflito entre os cirurgiões dentistas e o convênio Odontoprev (rede unna), que por sua vez exige dos dentistas que seja anexado ao prontuário do paciente, a radiografia anterior e posterior ao tratamento, como forma de comprovar o atendimento, o que infringiria a lei de proteção de dados (sigilo profissional) e poderia ser motivo de ações por parte dos pacientes contra os cirurgiões dentistas.

“Nossa preocupação é sermos alvos de processos judiciais, pois o convênio prevê que sigamos uma regra descabida e que estará violando a lei. Estamos cogitando até deixar de atender através de convênio“, disse Sonia Helena Galluzzo, do “Movimento cirurgião dentista x convênios”.

Além da abusiva exigência ir de contra a LGPD ela também contraria a  portaria nº 453 do Ministério da Saúde, que proíbe exames radiológicos para fins periciais. A principal crítica dos Cirurgiões dentistas é a falta de previsão contratual que estipule um prévio consentimento do paciente.

Os Cirurgiões dentistas indignados com a situação irão realizar paralisação á partir desta sexta-feira (20)  solicitando a contratação de um perito (auditor especialista que se identifique por meio de nome, número de CRO e carimbo) para auditar tratamentos, excluindo assim a necessidade do envio dos dados dos pacientes.

Equipe Wada inicia temporada com vitórias

Após um longo período de preparação a Equipe Wada São Carlos iniciou sua participação em competições na temporada 2020, foi na 1ª etapa da ACAK(Associação das academias de Karate), o evento aconteceu na cidade de Tietê, no dia 8 de março no Ginásio Municipal de Esportes Acácio Ferraz.

Este slideshow necessita de JavaScript.

1ª Etapa ACAK – 2020  25ª COPA TIETÊ DE KARATE organizada pela ACAK – Associação Cooperativa das Academias de Karate contou com o apoio da Federação Paulista de Karate.

A etapa contou com 519 participações de atletas de 32 associações de  cidades. A única representante de São Carlos, a Equipe Wada esteve presente com 6 atletas e conquistou 4 medalhas, três de ouro e uma de bronze.

Esse ano contando com uma equipe multidisciplinar completa Adriano espera que os resultados sejam mais expressivos e além de classificar atletas na seleção paulista, o objetivo para os próximo anos é também colocar atletas na seleção brasileira de Karate.

Resultados:

Rafael D’Amico – Campeão na luta cat. sub14

Karen Medeiros – Campeão na luta cat. cadete

Aline Lourenço – Campeã na cat. luta senior

Victor Hugo Ribeiro da Silva – bronze na luta cat. junior

Também estiveram presentes os atletas Maurício Merola e Thamires Marques.

Adriano Wada atuou como técnico e Lucas Mendonça como auxiliar técnico.

Séries e filmes: o quanto temos consumido?

Se estivéssemos escrevendo este artigo em um passado não tão remoto, dizer que as “séries” cairiam no gosto do público brasileiro seria uma utopia.

bruno_artigos_pq
Por Bruno Zancheta.*

                 As séries são histórias contadas de forma fracionada através de episódios, divididos, na maioria das vezes em tempos igualitários. No dicionário: série é “quantidade de fatos ou coisas da mesma classe que se apresentam um após o outro, em sucessão espacial ou temporal”.

                 A última década representou um grande boom neste setor do entretenimento em nosso país. Com a melhora dos serviços da internet e os serviços de streaming e as mais variadas formas de download existentes, filmes e séries estão alavancando o consumo da internet entre os mais jovens. De acordo com dados do IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 81% dos brasileiros que estão conectados acabam utilizando a internet para assistir filmes e séries dos mais variados temas e este número vem crescendo a cada ano.        A partilha e o apressamento demandado pela dimensão tempo, tem induzido a um fracionamento da aquisição das informações, daí entrecortarem-se as histórias em capítulos sequenciais.

                Paralelamente a tudo isso, o número de pessoas que são assinantes de canais pagos tem sofrido um decréscimo de forma significativa. A modalidade mobile vai tomando conta. Nos últimos anos, mais de 1 milhão de pessoas desistiram de canais por assinatura e dos 96% dos brasileiros que possuem televisão em sua residência, apenas 32% possuem TV a cabo, ainda segundo dados do IBGE- Instituto Brasileira de Geografia e Estatística.

                O grande impulsionador do interesse brasileiro por séries e filmes ter crescido exponencialmente nos últimos anos e pode ser justificada por vários fatores, faço questão de pontuar os dois principais: a facilitação do acesso à internet e sua qualidade e a globalização mundial que nos coloca informações, em tempo real, na palma da mão. O acesso à internet, seja através dos celulares, notebooks ou tablets tem se tornado cada vez mais acessível a toda população brasileira e isto com toda certeza é um facilitador para que possamos ver nossas séries e filmes favoritos. Mas, como estes filmes e séries chegam até nós? Através de valores culturais originários dos beneficiários da globalização!

             É bem verdade que a globalização tem seus prós e contras, mas um de seus principais pontos positivos é o compartilhamento de informações instantâneas com todas as bilhões de pessoas deste planeta. Das 10 séries mais assistidas no Brasil em 2019 e que foram lançadas neste respectivo ano pela plataforma Netflix, apenas duas delas são produções nacionais. É inegável que produções americanas e espanholas mais recentemente são o grande destaque neste top 10 graças ao investimento de suas produções, mas a propagação das informações e sua divulgação proporcionam que, La Casa de Papel, por exemplo, seja um sucesso mundial e tenha milhões de visualizações em um lançamento de trailer em poucos minutos. As séries ampliam nosso leque de conhecimento e tem caráter educacional, mas obviamente estão a exigir rígidos critérios de seletividade por todo público que assiste.

           Séries e filmes vieram para ficar e hoje são um dos preferidos temas de entretenimento para todos os brasileiros. Grupos são formados na espera de um lançamento de uma determinada série ou um filme e quando lançado as pessoas correm para “maratonar”. E aí, qual série ou filme vai começar a “maratonar” hoje?

* O autor é Professor da Rede Estadual de Ensino, Cientista Político, Cientista Social e Antropólogo pela UFSCar- Universidade Federal de São Carlos. Graduando em História pela UNIP -Universidade Paulista, Assessor Parlamentar e apaixonado pela vida. É colunista dos sites: São Carlos Agora, Sucesso São Carlos, Região em Destake, São Carlos Dia e Noite, dos Jornais “Primeira Página”, “Gazeta Central” e da Revista Ponto Jovem. Idealizador e Coordenador da Ação Social “Unidos Somos Fortes”.

Dia do Consumidor: como transformar uma compra em uma experiência memorável

Docente do Senac Araraquara dá dicas e explica que é essencial ter boa comunicação com os clientes e aprimorar o pós-venda.

Com a proximidade do Dia do Consumidor, comemorado em 15 de março, e a ascensão do e-commerce nos últimos anos, o varejo tradicional está diante de um grande desafio: corresponder aos anseios das pessoas, que criaram um novo padrão de exigência, tanto na qualidade dos produtos como no atendimento prestado. A afirmação é de Ulisses Lupino, docente da área de gestão e negócios do Senac Araraquara, que dá algumas dicas de como agradar a nova geração de clientes que almeja uma recepção diferenciada.

“É imprescindível que o varejo tradicional invista na diferenciação, não só no atendimento, como também na variedade de produtos, ou até na integração do físico com o digital, oferecendo mais opções ao cliente. Esses novos consumidores buscam alternativas e esperam receber sugestões antes, durante e após as compras em suas redes sociais, por exemplo.”, destaca Ulisses.

No entanto, para fidelizar os clientes, é necessário que o comerciante conheça seu público-alvo, quais os costumes e hábitos, medos, anseios, o que valoriza durante uma compra e quais são suas expectativas. “Se o lojista errar na hora de apresentar um produto e não utilizar uma abordagem adequada, a estratégia acaba sendo em vão”, explica o docente.

Campanhas de marketing e investimentos na imagem da empresa não são mais suficientes para encantar o cliente. A dica é focar, principalmente, no treinamento da equipe, para incrementar a comunicação com o público, de forma clara e objetiva. “Primeiro, o comerciante auxilia o consumidor, depois ele vende e fideliza. Tutoriais, e-books e comparativos de informações permitem que o estabelecimento crie afinidade com os clientes, o que ajuda a vender mais”, diz o especialista.

Depois da venda finalizada, o proprietário deve criar vínculos que aprimorem o pós-venda. É importante ligar, mandar e-mail, chamar no WhatsApp, convidar para o lançamento de um produto ou coleção, mas sempre com discernimento para não se tornar chato e pegajoso aos olhos do cliente. “Dessa forma, o consumidor pensará primeiro na marca que mais interage com ele antes de realizar uma compra”, pontua.

Serviço:
Senac Araraquara
Local: Rua João Gurgel, 1935 – Carmo – Araraquara/SP
Informações: www.sp.senac.br/araraquara